Adquira este widget

domingo, 11 de junho de 2017

Tag dos namorados



Bom dia, meus queridos amig@s, leitor@s e parceir@s.

Vocês estão todos bem? Espero que estejam sim e que esse início de semana seja maravilhoso para cada um de vocês que me acompanham aqui no blogue.

Meus querid@s, é o seguinte, hoje pela primeira vez vou responder uma TAG aqui no blogue. Para quem não se liga nessas coisas, TAG é uma espécie de desafio lançado em redes sociais tematizando alguma data, coisa, ou até mesmo meme.

A TAG de hoje se chama "TAG dos namorados", e foi lançada pelo meu blogue parceiro Sinopse dos Livros, lá no instagram.

Então a TAG trás as seguintes questões:

- Desliga você primeiro, amor. Não, desliga você. - Um livro que você não queria mais largar.

- Amor, diz que me ama. - Um livro cheio de charme.

- Quem é essa no seu Whatsapp? - Um livro que você morre de ciúmes.

- Vai lá com a sua amiguinha. - Um livro que você não suporta.

- Você é tudo para mim! - Um livro que foi feito para você.


Ah, eu adorei essa TAG, vambora responder, né?!



1. Um livro que você não queria mais largar.



O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares, do Ranson Riggs



2. Um livro cheio de charme.


O Segredo de Eva, da Adriana Vargas




3. Um livro que você morre de ciúmes. 


A Descoberta do Mundo, Clarice Lispector




4. Um livro que você não suporta.


50 Tons de Cinza, da  E L James




5. Um livro que foi feito para você.


Senhora, José de Alencar




E aí meus amores, gostaram das respostas que eu dei? Espero que sim. E vocês? Respondam a TAG e deixem os links nos comentários, caso façam no instagram podem me marcar como @marcosmwf, que vou ver as respostas de cada um com prazer.

Um cheiro grande,
Bom restinho de final de semana!


Leia Mais ››

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Meus 15 livros de cabeceira




Olá gente, como vocês estão? Espero que estejam todos bem. 

Amoras, geralmente os leitores sempre carregam aquela curiosidade na cabeça de saber quais são os livros de cabeceira do seu autor predileto. Alguns de vocês já me perguntaram o que eu mais gosto de ler e quais são aqueles que me deram lições para a vida.

Bem, eu já li um montão de livros nesse mundão de meu deus, e vou listar para vocês os que mais amo e sugerir também a vocês que os leiam, caso já não tenham feito isso.

Vamos nessa?



1. Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres - Clarice Lispector


Quando li essa coisa linda estava no colegial, foi o livro que me fez eu me apaixonar pela Lispector. Hoje já li toda a sua bibliogrfia

2. As Ondas - Virginia Woolf


As Ondas foi o primeiro da Mrs Woolf que tive em  mãos, e foi um marco para mim. Li-o como se cantasse uma música. Ele é como uma bíblia.

3. A Filosofia Na Alcova - Marquês de Sade


O livro mais despudorado que já tive em mãos. A obscenidade que ele contém, na verdade é o plano de fundo para um delicioso tratado filosófico.

4. As Horas Nuas - Lygia Fagundes Telles


Passei um final de semana lendo esse livro. Meu deus. Foi incrível, nunca mais fui o mesmo depois dele.


5. Folhas de Relva - Walt Whitman


Um livro de poemas que se tornou um grande salmo para mim. Ele faz a gente sentir a alma do poeta. A linguagem é simples, é um dos melhores livros de poesia de todos os tempos.

6. Grande Sertão: Veredas - Guimarães Rosa


Lágrimas? Nem te conto quantas eu derrubei lendo essa estória. É complexa, confesso, mas o final é de uma reviravolta instigante.

7. Do Desejo - Hilda Hilst


As poesias eróticas e de amor mais deliciosas da minha vida. Hilda se tornou uma mestra para mim a partir desse livro.

8. O Lobo da Estepe - Herman Hesse


Desta belezinha subtrai muitos conhecimentos, além de ter aprendido a saber lidar comigo mesmo, tive lições que serão levadas para vida.

9. Por Quem os Sinos Dobram - Ernest Hemingway


Quer chorar, ficar nervoso, sentir ação, e uma leitura pesada, mas lírica. Esse foi o segundo livro desse cara que li, e um dos mais belos.

10. A Redoma de Vidro - Sylvia Plath


Agonizante e autobiográfico, ou quase isso. Esse livro te leva a navegar num mundo de agonias, sentimentos e reflexões sobre a vida, a existência e a morte.

11. O Morro dos Ventos Uivantes - Emily Bronte


Confesso que o interesse em ler esse livro após ter terminado a leitura de Crepúsculo. Ele é citado em quase todo o livro. Ele se tornou uma grande paixão minha.

12. O Abismo de Rosas - Dalton Trevisan


Erótico e engraçado. São marcas registradas do Dalton Trevisan, mas não se enganem, ele vai te fazer refletir sobre muita coisa. Amo de paixão. Dá para rir horrores.

13. Lira dos 20 anos - Alvarez de Azevedo


Sabe aquela frase: A sofrência aqui é garantida? Pois é. Esse foi o primeiro livro de poemas que li e também o que mais me inspirou durante anos.

14. Histórias Extraordinárias - Edgar Allan Poe


Quem manja do terror psicológico é ele, e bota para quebrar. 


15. Os Sonhos Morrem Primeiro - Harold Robbins


O meu primeiro bestseller lido, e pasmem, trata de uma indústria de filmes pornôs. Amo de paixão. 



E então meus amores, gostaram da minha listinha? Pois deixem nos comentários o que acharam. E ah, façam as suas listinhas e apresentem para mim também.


GRANDE BEIJO, 
ATÉ MAIS.

Leia Mais ››

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Antologia Erótica: Prazer Soturno - Org. D. A Ponte e Marcos Welinton Freitas




Prazer Soturno
Antologia Erótica —

Sob o orgasmo denso e prolongado, corpos regozijam-se do prazer a partir de movimentos vigorosos provindos da relação entre duas ou mais pessoas inebriadas por sentimentos instáveis ou mesmo pela pulsão da libido por si mesma. Nas baladas, ruas, no aperto do metrô e nos lugares mais inusitados, eles e elas estão à procura de prazer: um momento para extravasar angústias e carências; capaz de preenchê-los por completo, visando à satisfação fisiológica de seus organismos.

Com esta premissa, norteando o suspense e o mistério dos acontecimentos mais libertinos e hedonistas, abrimos o edital para a antologia erótica Prazer Soturno, que tem como objetivo a abordagem do prazer em sua totalidade e inerência à raça humana, ademais, também detentora de consequências desconhecidas de muitos indivíduos, embora a maioria sinta que possui total liberdade para fazer o que deseja sem que o universo lhe responda.

Portanto, caro autor e autora, esperamos de você a interpretação do sexo obscuro e de suas consequências em nossa sociedade, onde o gozar e o gemer mostram-se fáceis dentro de um cardápio variado encontrado em aplicativos de celular, bate-papos da internet e nas relações do dia a dia. Só assim entenderemos que há portas perigosas abertas após os momentos de prazer; e neste significado soturno que se encontra um dos piores demônios da humanidade: o prazer vazio e inconsciente da sua nocividade.

Pessoas desejam gozar e se satisfazer sem se preocupar com quem e onde. Você é capaz de lhes ofertar um significado? Será você um dos 10 selecionados?

Organizada pelos autores D.A. Potens e Marcos Welinton Freitas, Prazer Soturno é a nossa nova antologia erótica nacional.

Os participantes deverão enviar seus contos para dapotens@gmail.com até o dia 15/07/2016, e no corpo do e-mail de inscrição, que deve conter os seguintes dados:

Nome completo do autor:
Pseudônimo (se houver):
Data de nascimento:
E-mail:
Título do conto:
Gênero do conto:



Só serão aceitos contos que respeitarem as regras abaixo:

1. Máximo de 15.500 caracteres com espaço;
2. Formatação: Times New Roman, 12. Espaçamento simples de 1,5 entre as linhas. Texto justificado e sem espaços depois dos parágrafos. Utilizar travessões (—) nos diálogos, e não hifens (-);
3. Pode ser dos gêneros: erótico (obrigatório), suspense, drama, terror, ficção urbana, romance; Obs.: não é necessário abordar todos. Dois está ótimo.
4. Premissa: Para toda ação há uma consequência. No sexo não seria diferente;
5. Ao início do conto deve haver uma frase de impacto;
6. Todos os contos devem conter Plot Twist (reviravolta/virada) ao final do conto;
7. Todos os contos devem possuir uma moral (mensagem);
8. Só será aceito um conto por autor;
9. Junto com o conto, envie uma foto sua de boa qualidade e a minibiografia de no máximo 500 caracteres;
10. Para cada conto será confeccionada uma capa, portanto, ao final da minibiografia informe qual é o símbolo principal (situação, ambiente, silhueta e etc.) que representa sua história.

O lançamento da antologia está previsto para o dia 01/09/2017 (pode ser antecipado).

A depender da abrangência do conto, ao alcançar a meta de mil leituras nas plataformas virtuais, abriremos um procedimento para lançar o livro em versão física. Cabe salientar que este projeto foi organizado em prol da Literatura Nacional, para a revelação de novos autores e àqueles que desejam mais visibilidade, cujas atitudes devem permear durante a carreira:

1. A divulgação;
2. O contato com leitores, autores e bloqueiros (Network);
3. A leitura e feedback do conto dos colegas que participarão da antologia;
4. A constante evolução na escrita a partir de estudos, palestras e cursos.

Somente assim poderemos fortificar a literatura nacional: unindo-se em prol do um bem comum.
Leia Mais ››

sábado, 27 de maio de 2017

eBook novo na Amazon: HEDONÊ - Novelas Nada Delicadas (CONTO I)

Olá queridos leitores, sei que ando sumido do blogue, mas tenho uma explicação. O tempo anda corrido, e tenho aproveitado os meus momentos de liberdade para escrever. Tenho desenvolvido alguns projetos e tô cheio de planos para o segundo semestre de 2017.

Contudo, não vim aqui falar sobre isso, na verdade estou aqui para divulgar uma novidade. 

Gente, hoje eu lancei na Amazon um projeto que se chama NOVELAS NADA DELICADAS, o primeiro conto se chama Hedonê e como vocês devem imaginar, faz referência a personagem de mesmo nome do meu primeiro romance, Epicuro em meu jardim.

Então segue a capa, a sinopse e o link para que vocês possam dar aquela conferida.


Sinopse:

O PRAZER PODE SE TORNAR UM VÍCIO
Refeita e feliz, após os episódios que a levaram ao seu temeroso infortúnio, Hedonê agora completamente entregue a Eros, se revela muito mais sensual do que já fora um dia. Dedicada a escrita de contos e poesias, ela passa a narrar fatos da sua vida que culminarão no seu grande momento de vitória.
Paralelo a sua história, Volúpia, uma mulher voluptuosa e fogosa, como a chamariam belos mancebos que se aconchegaram em seu interior, tem que aprender a lhe dar com o dilema da sua vida: ser uma ninfomaníaca. Ela embrenha por aventuras sexuais, e conhece vários homens e também algumas mulheres.
Este é o primeiro conto da série “Novelas Nada Delicadas” e trás lapsos momentâneos de Hedonê e Volúpia, e também cenas intensas e despudoras de sexo.



Comprem, se esbaldem e não esqueçam de classificar e deixar aquele velho comentário.
Até mais queridos, grande beijo em todxs.

VOLTO LOGO!

Leia Mais ››

segunda-feira, 22 de maio de 2017

[ROMANCE] Epicuro em meu jardim - Marcos Welinton Freitas


A poesia deveria vir até mim, como num ímpeto. Devir vir inominada, como no gozo. Apenas o estado em que o corpo se concentra em um único sentido, o tato. Mas a poesia vem até mim dilacerando toda a minha estrutura. Costura-se em minhas artérias e vaza pelos meus olhos, pela minha boca, pelos meus dedos. Todos os sentidos se perdem e se reencontram. A poesia me torna, me assalta, antecede o meu desejo. Eu só tenho desejo no poema.

- Trecho do Livro Epicuro em meu jardim




Ficha Técinica

Autor: Marcos Welinton Freitas
Págs: 110
Gênero: Romance
Formato: 14 X 21
Editora: Multifoco | Selo: Desfecho Romances

Lançamento: 2017

Sinopse:

A vida às vezes nos põe no pelourinho, abrindo em nós feridas que parecem que nunca cicatrizarão, foi assim com Hedonê. Após perder o grande amor da sua vida em circunstâncias fatais, a tristeza abraçou-a de tal modo que até a única coisa que podia salvá-la de si mesmo ela perdeu, a sua literatura. A poesia deixou de fazer-lhe companhia, e ela se tornou uma escritora falida, sem muito o que dizer do mundo, e sem interesse de permanecer viva. Para aplacar sua dor e sentir-se como antes, buscando o seu antigo eu perdido, Hedonê se veste com toda a sua luxúria e sai às ruas da cidade à procura de corpos que possam lhe proporcionar o prazer que haverá de lhe afastar da dor. Nessa busca compulsiva por uma saciedade perdida, ela acaba conhecendo Eros, um jovem e belo fotógrafo que a arranca da sua zona de desconforto e a faz repensar a sua vida e a sua obrigação de seguir em frente, mesmo após tudo o que fora tirado dela.




Desde já afirmo que essa não é uma obra para todos; sendo apenas aqueles que estão dispostos a se entregar sem pudor e ressalvas a construção de um enredo que mistura a Deusa do prazer e o Deus do amor em busca do epicurismo em sua forma mais pura. É um convite a entrega em sua imensidão que te cobra que você se deixe levar pelo  prazer de uma boa escrita concomitantemente ao prazer de um enredo complexo e instigante, assim como ao prazer de uma personagem que está ali para te levar ao ápice do ser ao se reencontrar!



- Brooke Bells 

O autor construiu uma bela personagem e uma rica história. Hedonê consegue se revelar em sentimentos que estão no recôndito de seu coração, mas ainda assim se mantém misteriosa, posto que não revela seu nome real.



- Tomo Literário

As carateristas da personagem são brevemente descrita e o foco total da narrativa é o sentimentos dela. Mostra como é o desenvolvimento dela até ela desvincilhar por completo do luto que sentia por dentro... Gostei bastante da história e mega recomendo para aqueles que querem começar a adentrar o gênero erótico.


- Um Baixinho nos Livros





Onde comprar?

Site da Editora Multifoco -> Clique aqui





Adicione o livro também à sua biblioteca do Skoob e curta a página no facebook.


Resenhas:







Leia alguns trechos do livro:




A vida é um jogo clichê, em e quê se não se segue o trilho que fora traçado para você, é como se estivesse tentando cometer um suicídio, pois os mares que se formam com o tempo sempre te arrastarão para o ponto de partida, e daí nascerá uma impossibilidade, um muro, uma barreira, que te afastará da tua coragem e do teu eu, e te deixara perplexa com a força com que te tomará.




O erro do homem é tentar sobreviver às suas dores, quando na verdade o seu dever é viver.


Leia Mais ››

sábado, 15 de abril de 2017

Alma Nua, coletânea de contos disponível no Wattpad

Boa noite, meus leitores amorzinhos da vida toda. 

Como estão todxs vocês?

Espero que estejam super bem e que tenham curtido e estejam curtindo bastante o feriadão ainda.

Mas deixa eu contar uma coisa para vocês. Tem uma coletânia de contos minha, completa disponível no wattpad. 



Sim, é meu presentinho para vocês esse final de semana.

A coletânia se chama Alma Nua, e você pode começar a ler ela agora clicando aqui.

Abaixo segue a sinopse e a capa do livro.




SINOPSE:

O cotidiano pode reservar surpresas e momentos de contemplação que vão muito além da percepção que o homem faz de si mesmo. Este é um livro de contos feito de cenas, que se costuram para dar forma a o mesmo tema. O amor, o ódio, o tesão a vontade de viver, o Ser-em-si. Aqui todos estes ingredientes se misturam para dar forma a um bordado que conta além de história de vida, tentativas de reconhecimento.
Quem somos? Onde estamos? Para onde vamos? Todas estas perguntas são investigadas, mas deixadas de lado para chegar a um único ponto de convergência: viver é a única obrigação do homem.
Desde um padre homossexual que se culpa pelo seu desejo, há um homem que se sente culpado pela morte da mulher por não ter tido coragem, até um palhaço que se apaixona por um espectador e o ama como num rápido.
O universo criado neste livro é inteiramente novo, a abordagem psicológica e intensa e a sexualidade é visceral.
Renda-se a vida, ao desejo, a si próprio, dispa sua alma e sinta a vida em carne viva.


Espero que vocês gostem desse presentinho singelo.
Não esqueçam de votar, deixar comentários e adicionar a lista de leituras de vocês, que o autor aqui precisa de visibilidade, né não?

Leia Mais ››

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Canto de Primavera

Galeria de arte Lauri Blanki





CANTO DE PRIMAVERA




Em teu corpo adormece a primavera dos ímpios,
Quando tomado por cólera e tédio,
Tomas-me a carne e faz dela o teu presságio.
Em tua benevolente condição de homem
Moram pássaros rubros que me bicam
À noite, e gatos de prata que reluzem
A cor do desejo no espelho dos seus olhos.

Quando enternecido pela tua luxúria
Brotam luas em minha pele,
Ardências e sofreguidões da minha epiderme -
Vias sagradas,
Cruzes, adagas, espadas.
Cortam-me palavras rasgadas do fundo da garganta.
E me amordaçam anjos, bandidos, ogros,
Fadas-putas,
Cálices de sangue, arranhões e
Agonias muitas.

E no fim, a minha asa
Esquecida na catedral onde morreram todos os meus sonhos
Rejuvenesce em minhas costas
E eu adejo sobre a tua visão de paraíso,
O canto de volúpia em que te rejubila
E goza da minha estúpida fugacidade.
Leia Mais ››